O que é copywriting e como utilizá-lo para conseguir mais resultados com seu blog (7 dicas!)

Copywriting é um verdadeiro divisor de águas no engajamento do seu conteúdo. Saiba como utilizá-lo para alavancar seus resultados.

Você já ouviu falar sobre copywriting? Essa palavra de origem inglesa é muitas vezes confundida com outra e acaba gerando uma série de dúvidas a respeito. Nesse post, mostraremos o que é copywriting, como essa técnica pode ser útil para blogueiros e como você pode conseguir muito mais resultados com seu blog.

Tudo isso explicado da forma mais simples possível. Assim, garantimos a sua compreensão e ainda listamos uma série de estratégias para aumentar, mais ainda, o poder de engajamento que seu conteúdo pode ter.

O que é copywriting?

Copywriting é a habilidade e a ação de escrever textos visando persuadir ou convencer alguém a tomar uma ação, como comprar um produto, se inscrever em uma lista de e-mails ou clicar em um botão. A tradução mais utilizada para copywriting é “escrita persuasiva”.

A ideia central desse conceito é usar palavras de forma criativa e estratégica para chamar a atenção das pessoas e fazer com que elas façam algo específico. 

O que é copywriter?

Copywriter é o profissional que trabalha com copywriting (sim, os termos são bem fáceis de confundir). Quem se dedica a essa área precisa entender muito bem de psicologia humana, entender como as palavras afetam as emoções e as decisões das pessoas.

Curiosidade: copywriters estão entre os profissionais de marketing mais bem pagos da atualidade.

O que é copy?

Se copywriting é escrita persuasiva, copywriter é o profissional, o que seria copy? Copy é o texto criado para promover, anunciar ou vender algo. Pode ser um anúncio de um produto, a descrição de um serviço, posts em redes sociais, e-mails de marketing, entre outros. 

Dessa forma, podemos simplificar os conceitos acima assim:

  • Copywriting: é a criação de textos persuasivos.
  • Copywriter: é quem escreve esse texto persuasivo.
  • Copy: é o texto persuasivo.

Copywriting é a mesma coisa que copyright?

copywriting vs copyright

Não. Esses dois termos tendem a ser muito confundidos, por isso resolvemos esclarecer logo agora. 

Copywriting é sobre criar textos persuasivos e envolventes. Já explicamos em tópicos anteriores.

copyright tem a ver com direitos autorais. É uma proteção legal que dá ao criador de um conteúdo original o direito exclusivo de usar, reproduzir e distribuir sua obra. O objetivo é garantir que os criadores possam controlar como suas obras são usadas e receber reconhecimento ou compensação financeira por elas.

Por que copywriting é útil para blogueiros?

Imagine que você tem um blog sobre estilo de vida saudável e decide vender um ebook com receitas saudáveis. Nessa etapa, o copywriting é essencial para convencer os leitores a comprarem seu ebook. Ao usar técnicas de copy (que ainda abordaremos em tópicos a seguir), você não vai apenas listar os benefícios das receitas; vai criar uma narrativa que faça as pessoas se identificarem com frustrações e desejos do seu público.

Mas vamos imaginar também que você não queira vender nada inicialmente, o copywriting te ajudaria a se comunicar melhor com sua audiência, fazendo com que ela se conecte verdadeiramente com você. Por exemplo, é interessante utilizar copys para estimular seus visitantes a comentarem no seu blog ou te seguirem nas redes sociais.

Como utilizar copywriting nos conteúdos do seu blog?

Agora que você já sabe o que é copywriting, abaixo listamos dicas para você aplicar no seu blog hoje mesmo.

1. Quebre objeções

quebra de objeções

Uma objeção é uma dúvida ou preocupação que uma pessoa tem que a impede de tomar uma decisão ou ação desejada, como fazer uma compra, se cadastrar, comentar ou qualquer outra que precise.

Quebrar objeções é importante no copywriting do seu blog porque ajuda a superar as barreiras que impedem os leitores de tomar a ação que você deseja. Afinal de contas, todo mundo tem dúvidas ou preocupações antes de fazer uma escolha, especialmente na internet, (já que muitas pessoas sofrem golpes todos os dias).

E qual a melhor forma de quebrar objeções? Antecipando elas. Isso mostra que você entende as dúvidas deles e se preocupa em oferecer soluções reais. 

Por exemplo, se você vende um curso online, um leitor pode se questionar "E se eu não tiver tempo para colocar o conteúdo em prática?". Tendo ideia de que essa pode ser uma objeção, você pode argumentar previamente, dizendo que o curso é online e pode ser feito no tempo do aluno, que o acesso é vitalício, etc.

2. Mostre soluções e não as características do seu produto ou conteúdo

Focar só nas características de um produto ou conteúdo em vez de destacar as soluções que ele oferece é um erro porque as pessoas estão mais interessadas em como ele pode melhorar suas vidas ou resolver seus problemas

As características são importantes, claro, mas elas não falam diretamente às necessidades ou desejos do seu público. Quando você destaca as soluções, você cria uma conexão emocional mais forte e torna o conteúdo e a oferta mais atraente, porque as pessoas conseguem ver claramente como aquele produto pode ajudá-las. 

Em um exemplo exagerado, podemos dizer que é a diferença entre: "este aspirador tem 1200 watts de potência" e "este aspirador garante uma limpeza profunda facilmente, economizando seu tempo e esforço". A segunda opção é muito mais convincente porque fala diretamente à solução de um problema comum.

3. Se fizer promessas agressivas, dê provas muito reais do que está dizendo

Quando você faz promessas agressivas em um conteúdo de blog ou até mesmo em uma oferta dentro de determinado post, é super importante apresentar provas concretas que sustentem o que você está dizendo. Isso porque promessas muito ousadas geram a objeção de: "Isso parece bom demais para ser verdade".

Provas reais, como estudos de caso, depoimentos, dados estatísticos, ou até demonstrações em vídeo, ajudam a construir credibilidade. Elas mostram que você não está apenas falando por falar; tem resultados reais que comprovam suas afirmações.

Além disso, ao mostrar provas concretas, você ajuda os leitores a visualizarem os resultados potenciais para eles, o que pode ser um grande motivador para agirem e escutarem o que você tem a dizer.

4. Escreva de forma mais emotiva e menos robótica 

Escrever de forma mais emotiva pode trazer ótimos resultados para o copywriting em conteúdos de blogs porque as emoções têm um grande papel nas decisões de ação do usuário.

Quando você toca no lado emocional das pessoas, com exemplos reais e empatia, cria uma conexão bem mais profunda e aumenta consideravelmente as chances de engajamento. 

Afinal de contas, as pessoas tendem a se lembrar de como algo as fez sentir, mais do que os detalhes específicos ou os dados racionais apresentados

Isso é algo comprovado pela ciência. Nós nos lembramos daquilo que afeta nossas emoções.

Por exemplo, se o tema é "como ganhar dinheiro pela internet", um texto racional seria:

"Seguir um curso online pode aumentar sua renda mensal em até 30%. Através de métodos comprovados e análise de mercado, você aprenderá estratégias eficazes para monetizar suas habilidades na internet."

Já um texto com uma abordagem mais emotiva poderia ser:

"Imagine a liberdade de acordar todos os dias sabendo que você tem o poder de criar sua própria renda, do conforto da sua casa. Com nosso curso, você não só aprenderá estratégias comprovadas, mas também descobrirá uma nova paixão que transformará sua vida, dando-lhe a liberdade financeira para aproveitar mais momentos preciosos com sua família."

A versão emotiva pinta uma história ao qual o usuário pode ser relacionar, mostrando sentimentos de liberdade, paixão e felicidade.

5. Crie títulos muito chamativos

Existem algumas estratégias para criar títulos realmente chamativos para os posts do seu blog. Você pode, por exemplo, inserir números e listas no título, já que é uma maneira de chamar a atenção porque dá ao leitor uma ideia clara do que esperar e o motiva a matar a curiosidade de quais dicas ou sugestões serão apresentadas.

  • 10 dicas para preparar um jantar romântico em casa.
  • 7 alimentos que controlam a diabetes.
  • Os 32 melhores filmes de ação dessa década.

Perguntas também são ótimas para despertar a curiosidade; elas fazem com que as pessoas queiram clicar para descobrir a resposta. Nesse caso, vale a pena exagerar um pouco nas perguntas e fazer um pequeno clickbait, desde que seja justificado no conteúdo.

  • Por que trabalhar com a internet me deixou muito mais pobre e endividado?
  • Por que a cura do câncer já foi encontrada, mas os cientistas não divulgam?
  • Por que a inteligência artificial vai roubar seu emprego?

Lembrando que por mais absurda que sua pergunta pareça, ela precisa ter uma explicação lógica no decorrer do conteúdo, então tome bastante cuidado. Caso contrário, a pessoa sentirá que foi enganada.

Outra maneira de criar títulos mais chamativos é procurar inspiração no YouTube e criar os seus parecidos. Por exemplo, digamos que você queira escrever um conteúdo sobre propósito de vida. 

Ao invés de pensar em um título do completo zero, vá ao YouTube e digite as palavras-chaves:

Com isso, se tem uma ideia de como ser mais persuasivo e usar o copywriting em seus conteúdos.

6. Conte histórias

Storytelling é a arte de contar histórias, uma técnica poderosa para envolver e manter os leitores interessados em um texto. E ela se tornou essencial dentro do copywriting porque, convenhamos, em um mundo cheio de distrações (principalmente em formato de vídeos curtos), os textos realmente podem ser abandonados rapidamente. 

Já com uma boa história se pode capturar a atenção do leitor, despertar emoções e tornar a mensagem mais memorável. Isso acontece porque as histórias têm a capacidade de nos transportar para outro lugar. Elas nos fazem viver experiências através dos olhos de outra pessoa.

Pensando nisso, contar histórias pessoais pode ser uma maneira incrível de aplicar o storytelling porque traz autenticidade e cria uma conexão direta com o leitor. Quando você compartilha suas próprias experiências, vulnerabilidades e lições de vida, o leitor pode se identificar e se sentir parte da história. Isso não só mantém o interesse, mas também pode influenciar profundamente, pois o leitor vê um reflexo de suas próprias experiências ou aspirações em suas palavras.

Lembre-se, a autenticidade é a chave. As pessoas podem sentir quando uma história é genuína ou não, então compartilhe experiências reais e emoções verdadeiras. 

7. Foque na dor do leitor

Focar na dor do leitor em copywriting significa abordar diretamente os problemas, desafios ou frustrações que o público enfrenta, criando uma conexão imediata e mostrando empatia. Isso é eficaz porque, ao reconhecer a dor do leitor, você capta sua atenção e gera interesse, já que ele se vê refletido no conteúdo.

Por exemplo, se você está escrevendo para um blog sobre bem-estar e sabe que seu público luta com o estresse diário, você pode começar um post assim: 

"Você se sente constantemente sobrecarregado e ansioso, como se nunca houvesse horas suficientes no dia? Você não está sozinho. Milhares de pessoas compartilham dessa mesma sensação todos os dias, mas aqui está a boa notícia: existe uma maneira de virar esse jogo.

Essa simples introdução já faz o leitor se identificar com o conteúdo e querer descobrir que maneira é essa de “virar o jogo” e se sentir menos estressado.

Resumo

Copywriting é uma técnica de escrita persuasiva essencial para blogueiros que desejam engajar mais com sua audiência e alcançar resultados, como aumentar vendas ou inscrições.

Um copywriter, o profissional por trás dessa arte, precisa entender profundamente de psicologia humana para criar textos que motivem determinada ação. 

Enquanto copywriting se foca em persuadir, é importante não confundir com copyright, que se refere a direitos autorais. 

Para blogueiros, o copywriting pode ser utilizado para vender produtos, como ebooks, ou simplesmente para aumentar o engajamento. 

Técnicas como quebrar objeções, focar nas soluções (não apenas nas características dos produtos), fornecer provas concretas para sustentar promessas, escrever de forma emotiva e contar histórias pessoais, podem aumentar de forma significativa a eficácia do seu conteúdo. 

Histórias pessoais, especialmente, aproximam o leitor e podem torná-lo mais receptivo à sua mensagem. Focar na dor do leitor também ajuda a criar uma conexão instantânea, aumentando as chances de engajamento. 

Com essas estratégias, você pode transformar seus textos e gerar mais interações no seu blog. E você, vai usar o copywriting para se conectar com sua audiência? Compartilhe nos comentários abaixo.

Deixe um comentário

-

-

-

-

*Consulte condições no site

Hospedagem com até

-70

+ 3 Meses Grátis