O que é Blog? Guia completo para iniciantes!

Com a expansão da internet no mundo todo e com a criação de conteúdos a todo instante, inclusive para fins empresariais, muitas pessoas se perguntam: o que é blog e qual a sua importância? 

De forma simples, podemos definir o blog como um espaço online onde o autor pode abordar temas de sua escolha por meio de postagens escritas, com imagens, gifs e pequenos vídeos anexados a elas. Logo abaixo explicaremos melhor esse conceito para vocês.

Com o enorme boom da internet, os blogs se tornaram uma grande atração e criar um era quase obrigatório, sendo até hoje bastante populares em todo o mundo. E eles vêm ganhando novas funções em tempos de marketing de conteúdo, como veremos abaixo. 

Hoje em dia podemos acessar blogs dos mais variados nichos, assim como temos as respostas para todas as nossas perguntas em apenas alguns cliques, por meio de postagens bastante completas e ricas em informações e dados!

Os blogs representam boa parte do território digital, sendo criados, mantidos e acessados por todos os tipos de pessoas.

Deseja criar o seu próprio blog ou até mesmo sanar as suas curiosidades relacionadas a isso? Então continue esta leitura, porque este post foi preparado para você! Aproveite e boa leitura!

O que é blog?

O blog consiste basicamente em um site voltado a nichos específicos, onde o autor tem a possibilidade de postar textos de diversos temas, quer carreguem outros tipos de anexos, como fotos e gifs, ou não!

Os blogs já foram muito famosos, uma vez que há alguns anos, logo quando a internet se tornou mais acessível, os autores costumavam compartilhar experiências de suas próprias vidas nos chamados blogs pessoais.

Hoje em dia é um pouco menos comum que isso aconteça, mas ainda é sim possível achar novos sites publicados com essa proposta.

Mas, usando de uma visão mais atual de blog, entendemos que isso se refere também aos sites voltados a conteúdos específicos.

Vamos supor que você deseje compartilhar a sua experiência sobre a criação de peixes, mas sem necessariamente expor detalhes de suas experiências, você pode criar um blog dentro deste nicho e falar sobre temas mais abrangentes.

Assim é que passamos a ter nas mãos um mecanismo de busca tão inteligente, que nos faz encontrar respostas para todas as nossas perguntas em apenas alguns cliques.

Blog significado

O significado de blog é um território digital onde os autores compartilham conteúdos destinados aos seus leitores. Esses conteúdos podem ser voltados a diversos temas e nichos.

Esse nome é uma abreviação de weblog, se tratando de uma espécie diferente dos sites que já conhecemos.

Os blogs vem com tom mais amigável e cheios de possibilidades. Você sempre pode adicionar conteúdos de temas variados e criar assim portal com a sua cara.

O autor fica livre para explorar todos os tipos de temáticas, recebendo assim acessos e posicionamento a cada bom conteúdo que posta em seu portal.

Isso mesmo, os leitores acessam, o Google entende que isso é um bom sinal e alavanca esse blog, mostrando ele para mais e mais pessoas.

Qual a função de um blog?

A função de um blog é basicamente ser um ambiente digital, cujo endereço pode ser encontrado e salvo pelos leitores. Nele, o autor publica conteúdos mais voltados ao modelo de texto, mas que também podem contar com pequenos vídeos e fotos.

A função do blog é muito ampla e quem decide isso é o autor, nessa modalidade de site podemos optar por diversas opções, como o blog pessoal, de nicho e corporativo, selecionando aquela que se dará melhor com os nossos projetos.

Blog: O que é?

Então, a função do blog é aquilo a que ele se destina: um blog de notícias informa, um blog de propagandas anuncia, um blog pessoal compartilha… tudo depende e gira em torno do gosto do autor.

Portanto, sim, o autor fica livre para usar o tema que decidir para falar sobre em seu blog. Ele pode selecionar algo que apenas tem afinidade, ou até mesmo explorar todo um nicho, trazendo conteúdos diversos sob um mesmo foco.

O blog serve, para o autor, a fim de compartilhar informações, produtos, serviços e experiências. Ou seja: o autor pode usar aquele espaço da maneira que bem entender e ainda se torna possível adicionar outros criadores de conteúdo ao blog.

Blog x Site

Os blogs são voltados para a postagem recorrente de conteúdos enquanto sites normalmente são voltados para a promoção de produtos e serviços, bem como fins de divulgação.

Os conteúdos do blog até podem ser divulgados ou utilizados como meio de divulgação, sendo reviews ou coisas do tipo, mas essa normalmente não é a finalidade do blog.

Veja também:
Diferença entre Site e Blog

Essa é a principal diferença, ainda que existam outras. É comum que, na maior parte das vezes, as marcas procurem por profissionais para que criem seus sites, justamente para que haja uma maior interação digital para com os seus produtos.

Ainda assim, é possível que o site carregue em si um botão que redireciona o usuário para o blog da marca ou empresa, onde, aí sim, existirão postagens disponíveis para que o leitor acesse.

Ao adentrar em um endereço digital, logo nos primeiros momentos você já deve perceber se isso se trata de um site ou de um blog realmente.

É comum que os sites estejam carregados de banners divulgando marcas ou coisas do tipo, enquanto nos blogs, o que mais vemos são categorias que apontam para conteúdos similares do mesmo endereço.

Principais diferenças entre site e blog:

  1. Menos propagandas de produtos, mas ainda é possível ver reviews.
  2. Sites normalmente são usados para divulgar marcas.
  3. Mais conteúdos em texto do que em mídias diversas.
  4. Menos botões de contato.

É possível criar um blog grátis?

Sim, é possível criar um blog grátis. Basta utilizar plataformas de criação gratuitas, como Blogspot, WordPress e WIX, que usarão uma terminação de link carregando o nome da plataforma. (ex: exemplo.blogspot.com)

De fato, para quem ainda não entende muito sobre a criação de blogs e deseja começar, essa pode ser uma opção bastante eficiente.

Criar blog grátis

Todavia, para quem deseja um portal de blog mais profissional e personalizável, é necessário buscar pela hospedagem de blog paga, que ainda assim é muito acessível.

Você não gastará muito, tudo depende do tipo de hospedagem que deseja adquirir e com qual empresa do ramo fechará o serviço.

Mas, de fato, se deseja criar um blog para fim de monetização ou até mesmo para hobby, ambas as ideias devem ser consideradas, tanto do blog gratuito quanto de sua versão paga.

Confira um passo a passo de como criar um blog do zero:

  1. Selecione qual será a plataforma em que criará o seu blog gratuito.
  2. Se cadastre usando e-mail ou seu perfil em alguma rede social.
  3. No painel de controle, ache a opção de “novo” ou “criar blog”
  4. Selecione essa opção

A partir daí, o próprio site já te oferecerá um passo a passo básico de como criar o blog ou site.

Então, basta que você digite o domínio que deseja registrar. Ao compartilhá-lo com seus amigos, lembre-se de que ele carregará o nome da plataforma escolhida em sua URL, em caso de blog gratuito.

Essas plataformas oferecem templates prontos para serem usados, basta que você escolha o seu favorito e coloque para rodar.

O que é hospedagem de blog?

A hospedagem de blog é responsável por armazenar e disponibilizar seu blog na internet, mantendo-o assim sempre no ar e pronto para ser encontrado e acessado pelos leitores.

Os serviços de hospedagem são bastante fáceis de conseguir, afinal, existem muitos planos para todos os gostos, necessidades e bolsos por toda a internet.

A hospedagem é, basicamente, uma firma de garantir que aquele endereço de URL será seu, ou seja: nenhum outro autor poderá utilizá-la em seus projetos, porque já está em uso.

Mas não se assuste imaginando que a hospedagem está atrelada a preços absurdos: não é bem assim! Como já disse, existem diversos tipos de planos e, tudo depende do que você pretende.

Existem opções de hospedagem que contam com mais espaço de armazenamento, para que você tenha assim a oportunidade de subir todos os tipos de mídia sem se preocupar.

Mas, caso o seu blog não vá utilizar esse tipo de mídia de forma recorrente, você pode começar com um plano mais básico e retornar a pensar sobre isso mais a frente, quando a necessidade de utilizar mais espaço se tornar um problema.

Para que serve a hospedagem de blog:

  • Para manter o seu blog salvo.
  • Para permitir que os leitores tenham acesso a ele.
  • Para manter a segurança do blog.
  • Para te dar mais opções de armazenamento e visibilidade.

O que é preciso para criar um blog?

Para criar um blog, é preciso que você tenha tempo disponível, ideias para os conteúdos e, mesmo que de forma rasa, habilidades com redação e plataformas digitais.

É preciso também que o autor conheça métricas de plágio para que não venha a ter problemas com isso, já que eventualmente, mesmo que sem a cópia, alguns posts apontam porcentagens acima do permitido.

É necessário que o autor tenha o mínimo de domínio sobre a plataforma em que decidiu criar o seu site, já que ela terá formas bastante específicas de funcionar.

Por isso, estude e vá explorando a ferramenta, você pode descobrir formas incríveis de inovar por meio dela.

Aqui vão algumas dicas:

Otimize o seu tempo

Se já sabe que terá dificuldades em manter o blog sempre atualizado, contrate colaboradores para escreverem conteúdos por você.

É possível criar conteúdos de valor de vez em quando, mas dando a redatores iniciantes a oportunidade de construírem seus portfólios por meio de seu blog.

Crie um orçamento inicial e abra as inscrições para a redação do seu site, eventualmente surgirão redatores dispostos a cobrar um valor que cabe no que está propondo.

Assim, o seu site permanecerá sempre atualizado, sem a necessidade de dispor do seu tempo todos os dias.

Estude bem o conteúdo que for abordar

De nada adianta criar um blog pessoal ou de nicho se não souber exatamente sobre o que vai falar. Por esse motivo é necessário que você estude o conteúdo sempre que possível, se atualizando cada vez mais, para criar assim conteúdos de valor para seus leitores.

De acordo com a sua necessidade, baixe e-books e assista a vídeos, expanda o seu conhecimento até que chegue exatamente onde deseja.

Com um conteúdo bom e bem colocado, a sua empresa ou perfil se tornará uma autoridade no assunto, gerando ainda mais visualizações para seu blog.

Não passe informações das quais não tem certeza para seus leitores, lembre-se de que eles estão buscando o seu blog justamente a fim de se informarem, por isso é importante ter domínio sobre o assunto em questão.

Tenha à mão fontes de mídia sem direitos autorais

O principal erro dos blogueiros de primeira viagem é deixar de lado a mídia. Não deixe de inserir boas imagens em seus posts, isso é essencial!

Mas, ainda assim, não cometa o erro de usar deliberadamente qualquer imagem que encontrar na internet. Dessa forma, uma alternativa bastante válida são os bancos de imagens sem direitos autorais, existem muitos que podem ser usados de maneira gratuita!

Essas fotos normalmente estão em ótima qualidade, podendo ser baixadas no tamanho ideal para o seu blog.

Não deixe de tomar este cuidado, ou poderá ter problemas logo a diante.

Use ferramentas anti plágio antes de postar o texto

Por mais que o artigo tenha sido redigido por você, saiba que nenhum texto está cem por cento isento de apresentar alguma porcentagem de plágio.

Artigos notificados acima de 3% de plágio podem te causar problemas no futuro, por isso é melhor identificar as similaridades e dar cabo delas antes de postar.

Não deixe para descobrir o percentual acima do permitido por meio de notificações do Google, é sempre muito melhor prevenir do que remediar, não acha?

Usando ferramentas como a Plagium, você estará isento do risco e de surpresas relacionadas ao plágio e também a cópia do seu material.

Principais tipos de blog

O que muitas pessoas não sabem ao optarem pela criação de um blog próprio é que, na verdade, existem muitos tipos distintos de blogs, que atendem expectativas e propostas diferentes.

Por exemplo, se deseja criar um blog para postar sobre peixes e criação, você dependerá de um tipo de portal diferente daqueles que utilizam a página para postar vídeo-aulas e explicações em texto.

Percebe como cada um ocupa um espaço bastante distinto? Justamente por isso é que você deve considerar as diferenças na hora de criar e dar andamento ao seu perfil.

Junto com a criação de conteúdo, devemos considerar as diferenças de aparência e domínio.

Um blog de autoajuda não terá um template repleto de equações matemáticas, bem como não se pode colocar muitas cores e desenhos em um perfil que tratará de assuntos jurídicos, por exemplo.

A melhor maneira de deixar o seu blog atraente para o público é saber exatamente o que o seu público alvo está procurando.

Pensando nisso, criamos uma breve lista pensando na sua experiência, para te auxiliar a encontrar o caminho certo ao criar e alimentar diariamente o seu blog.

1. Blog Pessoal

O blog pessoal é, basicamente, um blog onde o autor coloca experiências pessoais ou opiniões próprias. Pode ser um bom ambiente para compartilhar poesias, contos ou reviews, por exemplo.

Neste tipo de blog, é comum encontrar uma linguagem mais descontraída em primeira pessoa, já que o autor é a alma de toda a página.

É muito comum que o primeiro blog da maior parte das pessoas seja justamente o pessoal. Com uma linguagem mais direta, não é difícil chegar onde se deseja.

Mas não pense que isso se resume a um grande diário, você pode abordar por meio do blog pessoal diversos assuntos diferentes, recebendo leitores interessados no mesmo nicho.

Para este tipo de ambiente digital, a criatividade é quem manda: não há problemas em escolher o template que mais te agrada ou decorá-lo da maneira que bem entender!

Ele está livre para expressar um pouco mais sobre você e sobre suas intenções com a criação do mesmo.

Explore, descubra, teste temas e templates de acordo com a sua criatividade. Quando tudo estiver pronto, basta compartilhar e rechear com conteúdos de sua preferência.

Características do blog pessoal:

  • Linguagem amigável, mais informal.
  • Temas coloridos e diversas imagens
  • Reviews, storytelling
  • Conteúdos que não focam em um único tema.
  • Normalmente criados de forma gratuita.

2. Blog de nicho

O blog de nicho foca em um único assunto e explora a criação de textos diversos sobre o mesmo tema. Podem haver conteúdos de vários tipos, mas sempre remetendo ao foco principal que foi definido.

Por exemplo, um site de orações pode postar preces de todos os tipos de santos e religiões, mas sem fugir do assunto principal.

Durante a jornada em blogs pessoais, é comum que o autor descubra uma maior afinidade com um tema em específico, partindo assim para o blog de nichos.

É claro que o blog não te prende a postar apenas sobre o tema especificamente, você pode criar conteúdos abordando tudo o que o cerca.

Por exemplo, um blog de orações pode, tranquilamente, abordar assuntos voltados à religiosidade.

Assim, o autor tem uma linha guia sobre aquilo que deve ou não falar, mas não fica totalmente preso a um único tópico.

Características:

  • Linguagem um pouco menos informal, mas ainda bastante amigável.
  • Identidade visual que remeta ao tema.
  • Algumas opções de contato.
  • Uma grande diversidade de conteúdos.
  • Links levando para sites similares.
  • Responde às dúvidas apresentadas pelo leitor.

3. Blog corporativo

O blog corporativo é criado a fim de aumentar a autoridade digital de empresas. Normalmente é linkado em sites da mesma corporação e aborda conteúdos voltados ao nicho que a empresa atende.

Ele pode criar conteúdos de diversos tipos, mas na maior parte das vezes, são informativos sobre assuntos relacionados ao nicho de atuação.

Por exemplo, uma empresa de suplementos musculares pode criar um blog abordando temas voltados à musculação e a área fitness.

Esses blogs são muito comuns também, já que devido ao grande salto da monetização e dos mecanismos de busca, as empresas não querem ficar esquecidas no território digital.

A previsão é que, pelo menos em maioria, as empresas passem a investir em blogs e em criação de conteúdo.

Por mais que nem todas as corporações se atentem tanto a isso, é de suma importância que as empresas passem a se atualizar.

É melhor que, nesta opção, os autores prefiram o domínio pago para o blog, já que além de fornecer uma presença digital mais profissional, essas opções também fornecem possibilidade de personalização um pouco mais amplas.

É necessário que a empresa tenha sensibilidade ao perceber se o visual do site casa ou não com o visual da marca.

Por exemplo, se a sua empresa tem um logotipo verde, não faria sentido criar todo o tema do seu site na cor vermelha.

Explore o design neste momento e crie uma página condizente com aquilo que você está oferecendo para os seus clientes, afinal, leitores são sempre usuários em potencial!

Características:

  • Cores parecidas com a do logotipo da empresa.
  • Mais fontes de contato, sempre em evidência.
  • Explicação mais detalhada na aba de “quem sou eu”.
  • Assuntos cem por cento voltados ao nicho da empresa.
  • Pequenas propagandas.
  • Muitos links internos.
  • Diversos links externos apontando para parceiros.
  • Chamadas para ação. (ex: compre, adquira, contrate)
  • Linguagem informal mas sem gírias.

4. Blog de afiliado

O blog de afiliado é aquele voltado a vender um produto ao qual o autor se afiliou. Ele serve como uma “propaganda viva” para o produto que está sendo divulgado, mesmo que não em evidência.

Cada vez mais encontramos estes sites disponíveis na web, já que a divulgação e venda de produtos de forma terceirizada tem se expandido de maneira crescente nos últimos anos.

Não é difícil criar uma página a fim de promover o produto ao qual você se afiliou, mas vale lembrar que este tipo de portal depende do máximo possível de profissionalismo.

Ele funciona quase que como uma junção entre o blog corporativo e pessoal, já que você pode divulgar os produtos e serviços, mas sempre usando como exemplo a sua própria experiência.

Assim como no tópico anterior, sugerimos que o autor use de hospedagem paga, já que isso gera muito mais confiança no leitor.

Quando se trata da venda direta de produtos, sempre vale a pena investir um pouco mais. Quem utiliza esse tipo de blog normalmente já sabe o que deve falar, então é comum que seja apenas uma página de apoio para vendas, voltada aos clientes.

Características:

  • Linguagem mais voltada a vendas
  • Tema que remete ao produto ofertado.
  • Investimentos em ads.
  • Bastante mídias visuais entre o texto.
  • Storytelling.
  • Chamadas para ação.
  • Links internos e externos.
  • Links de vendas.
  • Botões de contato em evidência.

5. Blog de notícias

O blog de notícias serve para veicular informações diárias e informar os leitores. Ele é usado para noticiar os leitores dos acontecimentos mais recentes que ocorrerão em uma ou mais regiões.

Estes blogs tem se tornado cada vez mais comuns, já que a busca por notícias também aumentou.

A identidade visual normalmente passa muita sobriedade, com cores fortes e tons de branco, preto e cinza.

É comum que iniciantes não invistam logo de cara neste nicho, já que ele vem com uma linguagem específica e a necessidade de uma mídia mais profissional.

Pouco vemos blogs grátis voltados a este nicho, já que eles normalmente são criados com fins lucrativos em suas regiões.

Ainda assim, nada impede que você, autor iniciante, crie o seu blog em plataformas gratuitas de criação.

Para saber um pouco mais acerca do nicho, basta visitar o blog de seus concorrentes e se inteirar sobre a linguagem usada, bem como as mídias e tudo mais.

É verdade que isso não é algo assim tão difícil de se aprender, mas em alguns casos, pode levar um pouco de tempo.

Características:

  • Linguagem jornalística
  • Cores fortes.
  • Contatos visíveis na tela
  • Propagandas por meio de banners
  • Mídias em boa qualidade
  • Opções de comentário para os leitores exporem suas opiniões
  • Alto volume de conteúdos postados

É natural que as marcas passem a criar blogs para trazer seus produtos para o campo digital, assim como é natural que novos blogs de nicho surjam.

Agora que você já sabe o que é um blog pessoal e também que criar um blog não é difícil, que tal fazer o seu? 
Para isso, publique bons conteúdos e faça isso sempre que possível, utilizando sempre de boas mídias, não tem erro e você verá o resultado antes do que espera!

Deixe um comentário

*Condições no site