Como escrever bem: as 20 dicas (mais importantes) que você precisa para dominar a escrita 

Aprenda a como escrever bem com as dicas que são essenciais para qualquer tarefa que envolva comunicação via texto.

Você quer saber como escrever bem e criar textos que realmente impactam as pessoas? Se você é um blogueiro, principalmente nas etapas iniciais de estabelecer seu blog como uma autoridade no nicho, deve ter visto como o mundo da escrita pode ser bem desafiador. 

Para algumas pessoas, dar vida aos seus textos pode parecer tão doloroso quanto arrancar um dente mas com algumas dicas práticas, você pode melhorar suas habilidades e criar posts envolventes que encantam sua audiência ao ponto de torná-la em potenciais clientes. Neste post, mostraremos 50 dicas essenciais para escrever bem e conquistar seus leitores.

O que é escrever bem?

Escrever bem é se comunicar de forma clara, concisa e eficaz. É, em outras palavras, transmitir uma mensagem de forma que o leitor a entenda facilmente. Diferente do que muitos pensam, escrever bem não é escrever de forma rebuscada ou bem trabalhada. Esse mito nos lembra bastante a tirinha do monstro do português.

tirinha falando sobre o monstro do português e a falta de necessidade de escrever rebuscado para escrever bem

Por que é importante escrever bem?

Escrever bem é importante porque é uma habilidade essencial para a comunicação e a comunicação é a base de qualquer relacionamento, seja ele pessoal ou profissional. Como blogueiro, podemos dizer que a comunicação é a base de todo o sucesso do seu blog. Logo, quanto melhor souber escrever, maiores as chances de conquistar as vendas e posicionamento que deseja.

Como escrever bem

1. Conheça (muito bem) seu público

Antes de digitar a primeira palavra do seu texto, entenda para quem você está escrevendo. Conhecer seu público-alvo ajuda a adaptar seu tom, estilo e escolha de palavras. Se não fizer isso, corre o risco de escrever um bom texto, mas que não se comunicará com quem deseja.

Por exemplo: se o seu blog for sobre viagens, vale a pena adotar um tom mais descontraído. Se for um blog mais profissional, como os da área de administração e direito, seriedade é a norma que não deve ser quebrada. 

2. Defina o objetivo do seu texto

 Você pode até pensar: “O objetivo do meu post é atrair leitores para ele”. Entendemos que essa ideia até faz sentido. Mas quando falamos do objetivo, queremos dizer: “para onde levaremos o leitor depois dessa leitura?”.

O objetivo é levar pessoas até sua lista de e-mails? Até suas redes sociais? Até a compra de um produto?

3. Seja conciso

Concisão é escrever muito utilizando outras palavras. Por exemplo, o seguinte trecho: 

“O fato de que o indivíduo estava presente no local do crime não significa necessariamente que ele seja o autor do mesmo.”

Poderia ser resumido em:

“Estar no local do crime não significa ser o autor.”. 

Só não exagere. Concisão demais tira o lado mais “humano” da escrita, deixando o texto engessado e pouco expressivo.

4. Utilize um corretor ortográfico

Os corretores ortográficos são ótimas ferramentas para a escrita de conteúdo. Eles ajudam a identificar e corrigir erros de ortografia, pontuação, gramática e sentido (o melhor, na nossa opinião)

Utilizamos o Language Tool na escrita de artigos desse blog, mas é importante destacar que os corretores ortográficos não são perfeitos e não substituem uma revisão mais humana do conteúdo, principalmente para palavras pouco usuais, expressões mais faladas e gírias.

5. Mude o ritmo da leitura

Não escreva apenas blocos enormes de texto ou linhas curtas. Experimente mesclar muito texto por parágrafo, com pouco texto por parágrafo. Assim, se mantém o engajamento no seu texto e passa uma aspecto mais natural dele, sem parecer que foi uniformizado.

Uma boa forma de fazer isso e entender como escrever bem, é escrever naturalmente e deixar essa dinâmica de parágrafos maiores e menores na revisão do conteúdo. Em um texto oficial, como uma redação, tudo bem haver muito texto condensado, na internet, prefira mesclar as duas opções.

6. Revise (se possível) seu texto no dia seguinte

revisar texto

Revisar seus posts de blog no dia seguinte oferece uma perspectiva fresca e totalmente objetiva sobre o conteúdo escrito. Esse distanciamento de poucas horas permite que o texto seja visto com “novos olhos”, identificando erros, inconsistências ou melhorias necessárias.

Sem falar que essa abordagem ajuda no encontro de falhas que podem ter passado despercebidas durante o processo de escrita, gerando uma revisão mais crítica.

7. Monte a estrutura do texto antes

Para entender como escrever bem e com clareza, a melhor opção é montar toda a estrutura do seu post antes de escrevê-lo. Uma estratégia comum de SEO, para esse propósito, é verificar quais artigos estão nas primeiras posições do Google e juntar todos os tópicos abordados em um único post completo. 

Além de oferecer clareza, esse método de produção de texto também permite que se ganhe mais velocidade na escrita, uma vez que já se sabe do que vai escrever, ao invés de ficar forçando seu lado criativo para pensar em cada tópico isoladamente. 

8. Leia em voz alta

Ler em voz alta te ajuda a identificar possíveis falhas de ritmo no texto. Por exemplo, períodos muito extensos quando lidos em voz alta causam falta de ar. Uma sequência de períodos pequenos causa ansiedade por acelerar demais a leitura.

Para você que escrever textos para blog, é interessante notar o quanto esses períodos extensos ou curtos demais podem fazer com que o leitor desista do restante do texto ou que pule aquela parte específica que desejava ser lida.

9. Estudo SEO para escrita

seo 2023

SEO é a sigla de Search Engine Optimization, otimização para os mecanismos de busca, como o Google. É um conjunto de técnicas a serem utilizadas para se posicionar melhor nos resultados de pesquisa. No entanto, embora isso envolva toda uma questão técnica de otimização, se o seu conteúdo for bom o suficiente e utilizar as palavras-chave de forma natural, as chances do seu post chegar em mais pessoas é enorme.

SEO para escrita envolve:

  • Utilização eficiente das palavras-chave com boa disposição delas no decorrer do texto.
  • Bullet points, como esse, para dar respiros visuais aos leitores e enumerar ideias de forma efetiva.
  • Estruturação de títulos, organizando assim o seu conteúdo. 
  • Inserção de imagens que facilitam o entendimento do leitor.

10. Use voz ativa (mas não sempre)

A voz ativa é quando a frase destaca quem está realizando determinada ação. Por exemplo, "Meu pai (quem) presenteou (o que) o professor dele" ao invés da voz passiva “o professor do meu pai foi presenteado por ele”

Em posts de blog, usar a voz ativa é útil porque torna a leitura mais direta e envolvente. Isso ajuda a manter o leitor interessado, já que a informação é apresentada de maneira clara e com ação.

No entanto, tome muito cuidado porque é comum falarmos na voz passiva. Utilizar voz ativa demais deixa o texto mais informativo, porém menos natural. 

11. Use menos advérbios

Advérbios são palavras que dão mais informações sobre como, quando, onde, por que ou em que medida algo acontece. Por exemplo: "Ela pulou rapidamente." Advérbios são conhecidos também por serem a maioria terminados em “mente”, como “tecnicamente, assustadoramente, perigosamente”.

Usar muitos advérbios, especialmente de maneira desnecessária, pode atrapalhar um texto, tornando-o confuso ou redundante. É importante equilibrar o uso para não sobrecarregar a escrita com detalhes que não acrescentam muito à compreensão.

Uma dica interessante sobre como escrever bem, ainda mais levando em consideração textos maiores, é, na etapa de revisão, dar um CRTL + F e pesquisar por “mente” no texto. Veja os advérbios que podem ser eliminados. Isso deixa seu texto mais direto ao ponto.

12. Experimente iniciar suas introduções com uma pergunta

dúvidas

Começar um post com uma pergunta pode ser uma estratégia interessante por diversos motivos. Primeiramente, uma pergunta desperta a curiosidade do leitor, envolvendo-o de imediato no texto. Isso cria um senso de interação e estimula o interesse, pois as pessoas naturalmente buscam respostas a perguntas.

É interessante notar também que ao começar com uma pergunta, você gera um vínculo imediato com a audiência, mostrando que entende as preocupações ou interesses do leitor. Isso pode tornar a leitura mais envolvente e pessoal.

Quer mais técnicas de escrita para introdução? Leia o artigo 5 técnicas para escrever uma introdução poderosa que fará seu post ser lido imediatamente.

13. Use analogias e metáforas

Analogias e metáforas são comparações que atribuem características de um elemento a outro para transmitir um significado mais profundo. Elas enriquecem a linguagem, tornando-a mais expressiva e ajudam a simplificar ideias complexas. No texto, esse recurso é útil por tornar a leitura mais imaginativa, emocional e fácil de entender.

Um exemplo claro de metáfora e analogia é a introdução desse artigo, em que dissemos que “Para algumas pessoas, dar vida aos seus textos pode parecer tão doloroso quanto arrancar um dente”. Com isso, tivemos o objetivo de dizer que escrever pode ser emocionalmente doloroso, porém vinculando com uma dor comum (que todas as pessoas já passaram), gerando assim mais empatia por parte do leitor.

14. Leia mais

Ler regularmente é crucial para aprimorar a escrita. A prática da leitura contribui para a expansão do vocabulário e facilita a produção de textos em diferentes temas e estilos. Além disso, a familiaridade com as normas gramaticais é adquirida naturalmente, proporcionando valiosas lições através da experiência com diversas formas de escrita.

Como sugestão para aprender a como escrever bem, opte por diferentes tipos de texto. Essa pluralidade de recursos de linguagem pode te ajudar em bloqueios criativos.

15. Escreva todos os dias

Praticar a escrita diariamente (pode ser com seu blog mesmo) é essencial para aperfeiçoar suas habilidades, tanto na produção de texto, quanto na de marketing. Além de desenvolver a criatividade, manter uma rotina de escrita estimula a mente, resultando em ideias cada vez mais fascinantes

Lembrando que não é necessário produzir conteúdo genial ou publicar ele necessariamente; basta escrever, seja uma reflexão, um desabafo ou qualquer outro texto.

16. Não escreva “do zero”, cheque seus concorrentes

Mesmo que você seja referência ou um especialista no seu nicho, veja o que seus concorrentes estão fazendo e analise os textos deles. Isso pode ter uma luz do que está faltando ou até mesmo gerar ideias de como melhorar tópicos abordados. 

Acredite, isso faz uma diferença considerável na hora de escrever conteúdos realmente aprofundados e superiores aos blogs que também atuam no seu nicho.

17. Prefira palavras simples e menores

Para facilitar a leitura e tornar o artigo mais acessível, evite palavras difíceis e termos estrangeiros. Se necessário, explique o significado e forneça exemplos. Como fizemos em tópicos acima ao tratar de SEO. Além de falarmos o termo, explicamos ele e só não o substituímos por ser uma palavra usual na blogosfera.

18. Use citações

escrever uma introdução com citações

Ao citar uma pessoa em seu conteúdo, você utiliza a autoridade dela para reafirmar seu texto. Entretanto, evite exagerar nesse recurso, pois, ao citar autores de forma exagerada, seu texto pode perder identidade.

Lembrando que citações nem sempre são relevantes, a depender do seu nicho. Áreas com conteúdos mais rápidos, como tutoriais, dificilmente precisariam utilizar citações. Nesses casos, ir direto ao ponto e entregar o conteúdo pode ser melhor.

19. Desabilite o corretor ortográfico (polêmica!)

Calma! Sei que falamos sobre o corretor logo nos primeiros tópicos, mas desativá-lo pode te ajudar na etapa inicial de criação do texto. Sem o corretor marcando os seus erros, é possível apenas se concentrar na parte criativa e não na parte analítica do conteúdo. 

Depois, após a versão inicial estiver pronta, é interessante ativar o corretor novamente e, só nessa etapa, corrigir todos os erros e deixar o conteúdo correto.

20. Aprenda a escrever listas

Você viu esse artigo? Ele é uma lista de dicas para escrever melhor. Mas por que escrever listas é recomendável para quem quer aprender sobre como escrever bem? Porque as pessoas não leem conteúdos na internet, elas escaneiam.

Isso significa que boa parte delas só lerá o título dos tópicos e, se for do interesse, ler o que aquele tópico diz. Mesmo que seu artigo possua 300 palavras (o que é pouco, se levarmos em consideração a média de 1000 palavras por post na internet), as pessoas estão acostumadas a escanear. 

Criar listas é uma forma de simplificar sua ideia principal e garantir que os leitores terminarão o texto, pelo menos, entendendo o contexto dele e as dicas passadas. 

Conclusão - Como escrever bem

Melhorar a escrita é crucial para blogueiros, e as 20 dicas dadas aqui são um guia abrangente para criar conteúdo com facilidade. Desde entender o público até aplicar escrita voltada SEO, cada sugestão contribui para construir textos, de fato, relevantes. 

Esperamos que o conteúdo tenha ficado claro e, caso preciso de ajuda, nos contato na seção dos comentários. Responderemos quanto antes.

Obrigado por ler até aqui. Um forte abraço!

Deixe um comentário

-

-

-

-

*Consulte condições no site

Hospedagem com até

-70

+ 3 Meses Grátis